Antoine de Saint-Exupéry – O Pequeno Príncipe

10:00 Milena Cherubim 1 Commentários


Hi Angels!

Nem sei por onde começar. Esse livro é um clássico da literatura infantil. Eu disse infantil? Pois é, os adultos também o adoram. Além da história linda que ele traz, podemos perceber o fundo filosófico por dentro da história.

Com mais de 150 milhões de cópias vendidas mundialmente, ele é o terceiro  livro mais traduzido no mundo. Uma obra francesa que encanta tanto nas letras quanto nas ilustrações.

Quando eu conheci a história pela primeira vez eu deveria ter no máximo uns 6 anos. E agora peguei para ler, portanto conto como sendo a primeira vez que leio.

O que posso dizer? Antoine criou um personagem cativante, curioso, criança e adulto ao mesmo tempo. Acho que um pouco de nós mesmo. Analisando minha vida, me vejo muito neste livro.

Acredito que o amor é o sentimento mais puro que existe. Você ama sua família, seus animais, seus amigos, você ama uma pessoa que acha especial. Você ama, ama, ama e ama. Bem eu amo. Amo o sol batendo no rosto, o aconchego do quentinho do edredom em um dia frio. Amo ver as estrelas e a lua, elas me fazem sorrir.

Amo as borboletas no meu estomago quando preciso fazer alguma coisa, o sabor do alimento enquanto saboreio. Saint-Exupéry diz que “o invisível é essencial aos olhos” e eu concordo. É lindo ver o sorriso da minha filha. Me sinto confortada quando abraço um amigo.

Esse livro me fez pensar também na doutrina espírita, que o principal de tudo é fazer o bem. Tentar levar o amor para todos ao nosso redor. Para quem não conhecemos e para quem nos são caros.

As ilustrações do livro são lindas, esse exemplar que tenho é o novo da Geração Editorial, que veio de parceria e ela está linda. Algumas páginas tive um pouco de dificuldade para ler (eu leio em qualquer lugar, neste caso estava no ônibus a página é preta e a letra está meio apagadinha, por isso a dificuldade) mas nada como chegar em casa e resolver o problema hehe

Nesta edição de capa dura tem ainda uma parte com a biografia do autor. Fotos, desenhos, história... gosto muito de pensar que nunca irei crescer. Sou uma moleca de 34 anos (sim ainda não completei 35 só em outubro) e faço criancice. Brinco, saio na chuva, tento pegar gotinhas com a boca, não vejo neve desde meus 8 anos de idade quando fui para Gramado, portanto ainda não consegui pegar floquinhos de neve com a língua. Estão rindo de mim? Ótimo! Isso é bom, vocês se lembraram de quando eram mais jovens e faziam essas barbaridades. Eu sento na grama de um parque pra pensar. Gosto de ver o mar e chorar por qualquer coisa. Eu choro e muito. Até por uma propaganda. Sou sentimental. Isso não muda.

Ai você se pergunta “será que ela é feliz?” sim, sou feliz. Feliz por estar viva, por ter minha filha e vê-la crescer bem (hoje com 18 anos), por ter amigos bons, por poder rir de qualquer besteira, por apenas respirar. É Saint-Exupéry você nunca fez tanto sentido para mim quanto após eu ler seu livro. “Você se torna responsável pelo que cativas” não tenho uma raposa, mas possuo amigos. É o mesmo preceito, sou responsável por eles, por estar com eles quando mais precisarem. É por isso que esse livro, um clássico da literatura mundial encanta a todos que leem e escutam a história. Se eu recomendo? Claro ou com certeza? Ele é mais do que palavras, esse livro é sentimento em forma de letras.



SERVIÇO:

Título: Le petit prince
Autor:  Antoine de Saint-Exupèry
Tradutor: Frei Betto
ISBN: 978-85-8130-307-9
Assunto: Literatura infantojuvenil francesa
Páginas: 160
Editora: Geração
Nota: 5/5
Estante: Skoob

Um comentário:

  1. Oi Mi, esta edição está maravilhosa, toda linda e trabalhada, sem contar que foi uma grata surpresa conhecer um pouco do autor no final do livro.
    Bjs,Rose.

    ResponderExcluir