Morte de Tinta

23:21 Adriana Reis Andrade 0 Commentários

Título Original: Tintetod
Autor: Cornelia Funke
Tradutor: Carola Saavedra
ISBN: 978-85-359-1706-2
Gênero: Literatura infanto-juvenil
Páginas: 574
Editora: CIA Das Letras
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino






Sinopse:Mundo de Tinta é um universo onde ficção e realidade se confundem e também o nome da trilogia iniciada com o best-seller Coração de tinta, seguida de Sangue de tinta e que chega agora ao fim com Morte de tinta. Nesse universo, um "língua encantada" é alguém que, ao ler uma história em voz alta, tem o poder de trazer o mundo dos livros para a realidade, assim como viajar ele mesmo, e levar quem estiver por perto, para o mundo fantástico da palavra escrita. É o que aconteceu com Mo, um encadernador de livros, e sua família, quando um dia, ao ler em voz alta seu livro favorito - Coração de tinta -, ele manda a mulher para o mundo da ficção, trazendo em seu lugar alguns vilões da trama. Mo e sua filha Meggie acabaram transitando entre essa fronteira; viveram um bocado de aventuras nessas viagens e conheceram milhares de personagens incríveis - muitos deles malvados até a alma. Desta vez, com a ajuda de Dedo Empoeirado, Farid, Resa e Violante, Mo enfrenta o mais terrível de todos os vilões, o Cabeça de Víbora, numa batalha final, de vida ou morte. Mas, antes dela, personagens já conhecidos dos livros anteriores vivem suas aventuras. Fenoglio, o autor de Coração de tinta, tem que combater Orfeu, plagiador que se utiliza de passagens de seu livro para reescrever e manipular a história. Meggie, ao se apaixonar por Farid, se depara com as alegrias e decepções do primeiro amor. Resa, mãe de Meggie, traz em seu ventre um novo herdeiro. E Mortimer, nosso herói, que no Mundo de Tinta assume a personalidade do Gaio, espécie de Robin Hood, tem que lutar contra o próprio personagem que interpreta, já que pouco a pouco começa a se confundir com ele e a se esquecer de quem é no mundo real.


Comentários:
E chega ao final da trilogia! Pesada e pessimista quase todo o livro, ele se torna um pouco cansativo, pois é tanto contratempo, tanta coisa ruim que parece que não há esperanças. É Mo que esquece quem é e assume o personagem Gaio que Fenoglio criou inspirado nele. 

É o Príncipe Negro (meu personagem favorito) em perigo, é Violante viajando achando que os sonhos de uma rainha sem autoridades podem dar certo, é o pai de Violante o quase morto rei Cabeça de Víbora atormentando a todos o livro inteiro, é o filho de Violante, Jacopo nos dando nos nervos... Mas é ótimo ler os livros e conhecer melhor os personagens, seus sonhos, desejos...
E as lindas epígrafes? Até meu amado “primo” Carlos Drummond de Andrade aparece (suspiros).
Não achei perfeito esse final, esperava muito mais, não apenas o que considero o comodismo dos personagens com que o destino lhes reserva.
Mas mesmo assim aconselho a todos a ler e abrir a mente e começar a continuações aos seus livros favoritos, pois depois dessa experiência com a trilogia da Cornelia, tudo é possível.


FILME

Existe uma versão para cinema lançada em 2010 com o foférrimo Brendan Fraser como Mo. Os personagens do livro são muito mais assustadores, já no filme os personagens são mais cómicos. Mas é uma adaptação bem água com açúcar que vale a pena assistir ^^










0 comentários: