Insurgente

07:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: Insurgent
Autor: Veronica Roth
Tradutor: Lucas Peterson
ISBN: 978-85-7980-155-6
Gênero: Literatura Infantojuvenil
Páginas: 511
Nota: 5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino / Amazon

Sinopse: Uma escolha pode te transformar – ou destruir. Mas toda escolha carrega consequências, e, enquanto uma sensação de inquietação assola as facções ao seu redor, Tris Prior precisa persistir em sua tentativa de salvar as pessoas que ama – e a si mesma – ao lidar com questões relacionadas à magoa e ao perdão, à identidade e à lealdade, à politica e ao amor.
O fim da iniciação de Tris deveria ter sido marcados por celebração e vitória com sua nova facção; no entanto, o dia resultou em horrores inimagináveis. Agora, à medida que o conflito entre as facções e suas ideologias cresce, a guerra se aproxima. E, em tempos de guerra, partidos precisam ser tomados, segredos vão emergir e as escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis – e poderosas. Modificada por suas próprias decisões, mas também por uma devastadora sensação de mágoa e de culpa, descobertas radicais e relacionamentos em transformação, Tris precisa aceitar por completo a sua Divergência, mesmo que não saiba exatamente o que pode perder ao fazer isso.

Comentários:

Bonjour Anges!!

Na “Pilha do Anjo” de hoje temos “Insurgente” o segundo livro da trilogia distópica da autora Veronica Roth. Sua trama se inicia exatamente onde seu antecessor, “Divergente”, acabou. O que me leva a lembrar que essa resenha pode acabar tendo alguns spoilers.


Tris, Quatro e parte dos sobreviventes buscam refúgio na sede da Amizade. Eles precisam pensar no que fazer a seguir. Precisam saber o que está acontecendo na cidade e com o que sobrou das facções. Tris está tensa e em estado de choque com suas ações, não consegue esquecer o que fez. Por outro lado o modo de agir dos membros da Amizade é irritante e eles não poderão ficar muito tempo.

Quando membros da Erudição surgem atrás do grupo Tris, Quatro, Caleb e Susan conseguem fugir. Conseguindo abrigo com os sem-facção Tris se vê surpresa diante da organização do grupo e dos planos deles agora que a Erudição atacou abertamente a Abnegação. Mas isso não é o que mais surpreende e preocupa Tris, é a líder dos sem-facção.

Recebendo notícias da cidade Tris e Quatro decidem partir para a sede da Franqueza, onde os membros fiéis a Audácia conseguiram abrigo. Metade da facção se aliou a Erudição e o caos impera. Jeaninne, a líder sem coração da Erudição não vai descansar enquanto não estudar, dissecar e matar todos os Divergentes, Tris, que ainda procura força e equilíbrio nesse momento tão difícil se vê em meio a uma decisão: apoiar cegamente as decisões de Quatro e da Audácia ou ir em busca de verdade, mesmo vindo de quem vem. Por que Jeaninne atacou a Abnegação justo agora? Que segredo ela roubou e quer manter a qualquer custo? 

Se antes “Divergente” já tirava o fôlego, agora o leitor prende a respiração do começo ao fim. O ritmo da trama é absurdamente mais insano que o primeiro. Tem muitas reviravoltas e com essas alianças muita coisa pode acontecer.

O que mais me agradou foi ver a evolução sentimental dos personagens em meio a todo o caos. Os traumas, os medos, os arrependimentos e o que essa mistura provoca em cada um. Laços de amizade que se fortalecem ou se rompem de vez. A autora soube trabalhar com isso, sabendo usar isso para o desenrolar bombástico das teorias de conspiração.

Confesso que dessa vez o Quatro me deixou meio irritada. Por mais que algumas coisas até seja justificáveis, ele não pareceu ser o mesmo personagem forte do primeiro livro. Estava realmente fragilizado, apesar de usar sua coragem como mascara.

Essa série se tornou uma das que encabeçam minha lista de favoritos, pois nos faz pensar em como está nossa sociedade atual, como funciona o nosso governo e o poder de escolha que temos. Será que estamos tão longe assim de entrar nesse estado de caos? Será que é realmente mera ficção?

A Rocco na época do lançamento de “Insurgente” disponibilizou gratuitamente o conto que está entre o primeiro e o segundo livro chamado Free Four: Tobias Narra a História, onde vemos os acontecimentos de uma das cenas mais marcantes de “Divergente” pela visão do personagem Tobias e faz parte da edição americana de Insurgente. Hoje em dia esse material está acessível pelo site da Amazon, por um preço bem legal. Novamente, pra quem curte distopia, cheio de intrigas, verdades chocantes e muita ação, esse livro, essa série, é um prato cheio!


0 comentários: