Os Solteiros

07:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: The Singles
Autor: Meredith Goldstein
Tradutor: Ana Paula Corradini
ISBN: 978-85-8163-449-4
Gênero: Ficção Norte-Americana
Páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Nota: 3/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino / Amazon






Sinopse: Cinco adultos. Cinco pessoas com idade suficiente para ter conquistado alguma tranquilidade. Mas sossego é algo que passa longe de suas vidas confusas.

Hannah é diretora de elenco em Nova York e ainda chora pelo ex que a abandonou. Rob não é muito bom em assumir compromissos, mas nos tempos da faculdade quase namorou Hannah – e não se esquece disso...
Vicki tem um trabalho lucrativo (embora tedioso) como designer de interiores de uma grande rede de supermercados, e é uma depressiva crônica. Nancy leva uma vida dupla, e Joe é um quarentão que adora namorar mulheres mais jovens...
Não há como negar: juntos, eles podem comprometer seriamente os planos de Bee de ter o casamento mais elegante da cidade.
Da união desses personagens apaixonados resulta um romance divertido e doce sobre vidas entrelaçadas, relações de amizade e o incontestável amor.



Comentários:

Bonjour Anges!!

Hoje trago um livro um pouco diferente das ultimas leituras. Isso mesmo, na “Pilha do Anjo” de hoje não é distopia, nem erótico, nem New Adult... Hoje, é um romance de humor negro, que mostra a realidade moderna de um jeito engraçado e envolvente.


Beth Eleanor Evans, ou simplesmente Bee, tem vinte e nove anos e está prestes a se transformar em Bee Fee. Não, não é “bife” é Bee Fee, pois ela se casará com Matt Fee. E esse casamento ocorrerá no próximo final de semana e a noiva, bela e rica ainda tem um grande problema a resolver: ela precisa encaixar os solteiros que não aceitaram levar um acompanhante em algumas das mesas da recepção do seu casamento.

Parece até uma tempestade em copo d’agua, mas na verdade não é. Esses cinco solteiros à solta são o prenuncio de algum problema na festa e tudo que Bee quer, como qualquer outra noiva apaixonada, é que tudo saia perfeito e inesquecível do jeito bom.

Mas gente, estamos falando de uma festa de casamento. Não importa se é de rico ou de pobre, sempre tem algum babado e confusão para ser contado para a posteridade. E nesse caso não é diferente.

Cada um desses cinco solteiros tem uma história complicada, tanto no quesito amoroso, como no de vida mesmo. E esse casamento, que era para ser uma simples reunião de antigos amigos e parentes para celebrar o inicio de uma nova família, acabou se tornando muito mais complexo.

Cada um dele pôde repensar na vida, conhecer novas pessoas e viver situações que colocou em questão tudo o que eles estavam vivendo até o momento. Então esse casamento acabou por se tornar um “Efeito Borboleta”, sabe aquele termo que se refere à dependência sensível às condições iniciais dentro da teoria do caos onde o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo. Pois é, o casamento foi o bater de asas e provocou um tufão em todos esses solteiros convidados.

Cada capitulo é narrado por um dos solteiros, com exceção do prologo, onde vemos a difícil tarefa de Bee em encaixar os solteiros em alguma mesa da recepção. E esse é o charme do livro, por podermos ver cada personagem isoladamente, podemos conhecer mais de suas historias de vida e assim ao acompanhar o “tufão’ ao final do livro fica muito mais emocionante.

Há algumas sacadas, algumas situações tão bizarras, que é impossível não rir, o que quebra o clima serio do texto. O humor negro é carregado, mas não de forma que deixe o livro denso. É mais uma quebra na linha contínua, o que deixa a leitura ainda mais prazerosa.

Uma critica sobre viver por aparência e um estímulo a pensar em superar o que parecia impossível de se conquistar. Com personagens tão críveis que parecem tão próximas a ponto de cada um deles poder ser um amigo nosso, ou um vizinho ou um conhecido.

O romance de estreia de Meredith Goldstein é um estudo do comportamento humano de forma simples, engraçada, mas que não deixa de ser profunda e causa reflexões. Uma narrativa envolvente, uma leitura que prende a atenção, “Os Solteiros” é uma recomendação a todos aqueles que querem se divertir à custa dos costumes e maus costumes e frescuras da sociedade.


0 comentários: