Um Desejo Selvagem

07:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: A Hunger So Wild
Autor: Sylvia Day
Tradutor: Alexandre Boide
ISBN: 978-85-65530-45-3
Gênero: Ficção Norte-Americana, Adulto
Páginas: 279
Editora: Paralela
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino / Amazon








Sinopse: Elijah é o mais dominante dos licanos, um Alpha com uma singular habilidade para a caça, mas também dono de uma notável sexualidade. Quando os licanos se revoltam contra o domínio dos anjos, ele é o único capaz de liderá-los, tornando-se tanto o inimigo quanto o aliado mais cobiçado no conflito entre vampiros e anjos.

Vash é a segunda vampira mais poderosa do mundo, uma beleza letal que deixa um rastro de devastação por onde passa. Com a tarefa de propor uma aliança entre os vampiros e os licanos que mataram seu companheiro, Vash se aproxima de Elijah, cuja necessidade de vingar o melhor amigo exige a morte dela.
No entanto, o ódio entre eles esconde um desejo que passa a consumi-los de forma enlouquecedora. Antes disso, Elijah nunca havia encontrado uma mulher cujo espirito e apetite sexual fossem tão fortes quanto os seus, enquanto Vash nunca fora confrontada por um homem suficientemente bom para respeitá-lo como parceiro. Mas à medida que a guerra se aproxima, cada um terá que decidir se sua lealdade estará com a própria espécie ou com o inimigo sem o qual não podem mais viver.



Comentários:

Bonjour Anges!!

Bem, não será surpresa para ninguém que hoje na nossa “Pilha do Anjo” a leitura será mais quente. E também não será surpresa você leitor ver eu babando horrores ao falar da Sylvia Day, pois se você me acompanha um pouco que seja, sabe que sou uma fã surtada. E para minha alegria, hoje trago o segundo livro da série Renegade Angels, uma trilogia que envolve o sobrenatural e que tem uma pegada bem sensual. Como eu já havia explicado antes, cada livro foca em um casal diferente e mostra sua história de amor, porém tendo de pano de fundo esse mundo sobrenatural que apresenta as relações de equilíbrio, rivalidade e poder – e uma eminente guerra – entre três grupos: os anjos, os licanos e os vampiros.


Relembrando um pouquinho: a trilogia então é composta pelos livros:
1. A Touch of Crimson (2011) - Um Toque de Vermelho - Adrian (anjo) e Lindsay – resenha aqui.
2. A Hunger So Wild (2012) – Um Desejo Selvagem - Elijah (licano) e Vash – nossa resenha de hoje.
3. A Taste of Seduction (2013) - ainda não publicado - Syre (vampiro) e Karin.

Eu comecei a leitura meio emburrada. Depois de ler o livro anterior eu simplesmente tinha raiva da protagonista atual. Vashti, ou simplesmente Vash, tinha se comportado como uma verdadeira vaca – ou assim eu pensava... Além disso, desde o primeiro livro, tenho uma queda pelo charmoso Elijah, e estava incomodada em saber que aquela vaca seria o par romântico dele. Mas, ao começar a história, acabei vendo a Vash por outra perspectiva e a experiência foi incrível.

“Um Desejo Selvagem” continua do ponto onde seu antecessor parou, os vampiros estão abalados com a epidemia cada vez maior do vírus que os tornam “espectros” – vampiros descontrolados, morrendo de fome, que espumam pela boca e são terrivelmente violentos. Isso põe em risco a espécie e os fazem correr atrás de pesquisas para tentar achar uma cura.

Enquanto isso, os Sentinelas se veem em uma difícil posição, pois os Licanos entram em motim e reivindicaram uma liberdade. E temendo ver sua espécie morta, Elijah assume o comando da matilha rebelde, tentando minimizar as perdas.

Com duas espécies em desespero, surge a proposta de uma aliança. Afinal, os lacaios vampiros não podem sair sob a luz do sol e os licanos precisam de um local adequado para viver e proteção. E é assim que Vashti e Elijah se veem trabalhando do mesmo lado da força.

Elijah Reynolds é o alpha dos licanos e após Rachel e seu parceiro Micah incitarem a guerra contra os sentinelas, sobrou para ele tentar manter o máximo de licanos vivos e em segurança.

Vash é o braço direito e tenente de Syre – líder dos vampiros. Considerada perigosa, sofre há quase 60 anos após o assassinato de seu companheiro e quer a todo custo vingança contra os licanos que o assassinaram.

Trabalhar com o inimigo já não é fácil, mas ao imaginar que esse inimigo natural além de tudo matou alguém que eles amavam torna o convívio ainda mais difícil. E pra piorar a situação, a atração sexual, a química gigantesca os aproxima. Quer uma situação mais louca e delicada do que essa?

Enquanto o mundo está sendo revirado de ponta cabeça, Elijah e Vash acabam descobrindo que a química entre eles está muito além do sexo. Vash sente pelo licano Alpha o mesmo que sentia pelo seu companheiro assassinado. E Elijah por sua vez, nunca sentiu algo nem remotamente parecido com o que sente pela Caída.

A narrativa em terceira pessoa é cativante, pois além dos protagonistas podemos ver o que os demais personagens sentem, o que enriquece ainda mais a história, pois não ficamos presos apenas a um ângulo.

E mais, podemos ver como os acontecimentos do primeiro livro desencadeiam consequências que tendem a piorar a situação de todos os envolvidos nessa guerra. E claro, não podia faltar algumas aparições de Adrian e Lindsay (protagonistas de “Um Toque de Vermelho”.

Amei o fato de a Vash ter cheiro de cereja e isso deixar Elijah louco – sou viciada em tudo que contém cereja. Adorei mais ainda ver o nível de ciúmes entre os personagens. Eles são muito intensos e desbocados.

E bem, acho que não serei a única a apreciar isso, mas o fato da nudez não ser um problema para os licanos proporcionou muitas cenas e diálogos divertidos e sensuais. Não tem como não babar no Elijah, todo lindo, confiante e dominante, nu, enquanto conversa.

Sylvia Day mostra novamente sua maestria ao criar uma história fantástica repleta de sensualidade e romance, sem perder o foco. Uma historia intensa, que mostra a superação de preconceitos contras as raças, de julgamentos precipitados e de sentimentos enterrados.

Ação, fantasia, sensualidade, romance, tudo isso envolto em muito suspense. “Um Desejo Selvagem” não é apenas mais um erótico no mercado, mas uma história que com certeza irá conquistar o leitor desde sua primeira frase. Mais que indico a todos que curtem o gênero. Com certeza não irão se arrepender de embarcar nesse mundo sobrenatural.


0 comentários: