Obsessão

07:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: Rush
Autor: Maya Banks
Tradutor: Tina Carvalho Gouveia
ISBN: 978-85-8044-790-3
Gênero: Literatura Americana, Ficção Erótica
Páginas: 383
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino / Amazon








Sinopse: Gabe, Jace e Ash: três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conseguir tudo o que querem. Absolutamente tudo. O desejo de Gabe é realizar uma fantasia em particular com uma mulher que é o fruto proibido. Agora, ela está madura para a colheita.

Quando Gabe Hamilton viu Mia Crestwell entrar no salão na inauguração de seu hotel, ele soube que iria para o inferno pelo que havia planejado. Afinal, Mia era a irmãzinha de seu melhor amigo. Mas ela não era mais tão pequena. E Gabe esperou muito tempo para colocar seus desejos em ação.

Gabe já fez parte das fantasias de Mia mais de uma vez, desde que ela era uma adolescente apaixonada pelo melhor amigo do irmão. E daí se Gabe era quatorze anos mais velho? Mia sabia que não estava à altura dele, mas a atração só aumentou com o tempo. Ela é adulta agora, e não há razão para não fazer algo em relação aos seus mais secretos desejos.
Enquanto Gabe a conduz para esse mundo provocante, ela percebe que não sabe quase nada sobre ele nem sobre até onde suas exigências podem ir. A relação dos dois é intensa e obsessiva, mas quando cruzam o limite da secreta odisseia sexual para algo mais profundo, o caso deles corre o risco de ser revelado – e fica vulnerável a uma traição muito mais íntima do que eles poderiam esperar.


Comentários:

Bonjour Anges!!

Tenho o prazer de finalmente trazer para a nossa “Pilha do Anjo” uma leitura de mais uma das minhas divas. Maya Banks é um ícone da literatura erótica. Seus livros são sensuais e sem pudores, o que para muitos torna a leitura pesada. A conheci há alguns anos, lendo livros de tradução livre e quando vi que lançariam uma das séries dela aqui no Brasil fiquei mais do que feliz.


E o foco da Trilogia Breathless é mostrar a história de três amigos ricos, poderosos, controladores e mega-ultra-possessivos que descobrem o amor em textos com muito sexo, porém num contexto de erotismo voltado para a mulher. Ou seja, com uma forte pitada romântica.

Obsessão é o primeiro livro da Trilogia Breathless, e conta a história de Gabriel “Gabe”  Hamilton, um cara rico, obsessivo, poderoso e dominador. Bom, até aqui nenhuma novidade. Ele é dono de um rico empreendimento no ramo hoteleiro e o que faz é comandar a tudo e a todos com mãos firmes e sem rodeios. Nada com ele tem meias palavras ou rodeios, ele é direto em tudo o que faz. Até aqui nada de mais também… Mas ele é um cara que está vivendo um trauma familiar… Bem, pra quem acompanha as leituras hots aqui com certeza não se surpreenderá com essa informação.

Gabe tem 38 anos, é divorciado, dono de uma empresa onde é sócio de Jace e Ash, seus melhores amigos desde a faculdade e que também são ricos e lindos. Jace, seu melhor amigo tem uma irmã 14 anos mais nova, de quem cuida desde a morte dos pais. Esse fato acabou por unir ainda mais esses amigos, pois os três em pleno curso da faculdade se viram cuidando de uma doce garotinha de seis anos.

Agora, Mia, tem 24 anos, é uma jovem muito doce, mas que apesar de todo o dinheiro disponível ainda não escolheu o rumo de sua vida, mas sabe que tem potencial profissional muito grande. Ela trabalha como atendente em uma cafeteria e, por enquanto, as coisas estão bem assim. Ela tem o apoio do irmão Jace (que é extremamente super protetor), e convive com os rapazes, amigos de seu irmão mais velho e aqui entra o clichê básico: Mia é louca por Gabe desde a adolescência e tem o sonho de um dia poder ficar com ele. E é claro, Gabe até então só a vê como a irmãzinha de Jace, a doce menininha do grupo.

Então, um dia Gabe finalmente nota que Mia não era mais uma menininha e virara uma mulher muito desejável e obviamente interessa-se por ela. Mesmo tentando se controlar para não magoar o melhor amigo, Gabe não consegue resistir ao impulso de lutar para que Mia se torne sua.

Além de expor seus sentimentos sexuais de forma mais pura e simples, ele acaba convidando-a para fazer parte de suas fantasias e, de quebra, ela deixaria de se subestimar e trabalharia como assistente pessoal dele. Nada disso será novidade para ele, que não se relaciona com ninguém desde sua separação, sem que haja um contrato assinado, onde as formas sexuais e explícitas fiquem bem enumeradas e assim não haja problema para ambas as partes.

Assim que Mia se vê diante de toda a papelada e da intensa dominação que Gabe quer lhe impingir, ela sente-se mal, usada, prostituída, mas seu desejo pelo belo homem fala mais alto e ela cede. Eles envolvem-se em uma relação em que a base é só sexo. E não pense você que é puramente o sexo convencional, estamos falando aqui de Bondage levemente sadomasoquista. E esse parece ser o relacionamento ideal onde não há cobranças, nem afetos ou meras promessas que não poderão cumprir. É sexo, diversão e só.

Mia aceita de bom grado essa situação. Mesmo meio receosa de toda a parte sobre dominação e bondage, ela se agarra à oportunidade de poder realizar seu sonho de estar com Gabe.

Tudo vai bem, até que um dia Gabe resolve fazer novas experiências durante uma viagem a Paris e aí tudo se transforma. Ele, um homem tão intenso e dominador, conseguirá resistir a uma mulher tão doce e maravilhosa?

Maya Banks tem um estilo delicioso. Uma narrativa forte, dinâmica, rápida. Ela vai direto ao ponto, sem pudor, sem censura. Há palavrões, há palavras mais vulgares. E as cenas de sexo são calientes. A parte de dominação é bem “pesada” e a autora não tem medo de mostrar esse mundo de escravos e seus donos.

Mas, além de toda essa pegação, o texto nos faz refletir sobre muitas coisas, a história é envolvente a ponto de nos revirar os sentimentos e nos fazer questionar sobre até que ponto uma pessoa chega em um relacionamento.

Além disso, Maya Banks também trata o tabu da diferença de idade. Afinal, os protagonistas têm 14 anos de diferença e isso pesa entre eles. É interessante ver como as pessoas reagem a esse detalhe, que pra mim é supérfluo, mas para muitos é algo abominável.

É impossível não se derreter por esse grupo de pessoas. Cada um com sua personalidade marcante. Cada um com suas feridas e cicatrizes. E ao final do livro, além de torcer por Gabe e Mia, acabamos por torcer também por Jace e Ash.

Sei que sou suspeita, como fã surtada, a falar sobre a Maya Banks, mas, se você, caro leitor, está afim de uma leitura intensa, feroz e orgástica, Obsessão é a pedida certa. Está mais do que recomendado!


0 comentários: