Quero Ser Seu

07:30 Érica Guimarães 2 Commentários


Título Original: Let Me Be The One
Autor: Bella Andre
Tradutor: Shirley Gomes
ISBN: 978-85-8163-282-7
Gênero: Ficção Norte-Americana, Adulto
Páginas: 287
Editora: Novo Conceito
Nota: 4,5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino








Sinopse: Ryan Sullivan sempre gostou muito de Vicki, a quem conheceu na adolescência, quando ela lhe salvou a vida: no estacionamento da escola, um carro desgovernado só não o atropelou porque Vicki o empurrou para longe.

Desde então, eles se tornaram melhores amigos – pelo menos, melhores amigos até onde um homem e uma mulher lindos e sedutores conseguem ser...
O tempo passou, Vicki casou-se e se separou, e Ryan seguiu sua vida de solteiro.
Até o dia em que Vicki pediu-lhe um favor: será que Ryan poderia fazer as vezes de seu namorado para afastá-la de um homem mal-intencionado e pegajoso?
Ryan não negaria esse favor a sua amiga, de forma alguma... Não só pelo carinho que nutre por ela, mas também por uma característica de sua personalidade: Ryan faz o tipo protetor (o tipo de homem com que toda mulher sonha em algum momento da vida).
Agora, depois de brincarem de namorados, será que os dois conseguirão manter a amizade de sempre?




Comentários:

Bonjour Anges!!

Eis na nossa “Pilha do Anjo” o sexto livro da série Os Sullivan da autora Bella Andre. Sim, essa gigantesca família cheia de amor pra dar está de volta. E o melhor, a cada nova história o clima de romance fica ainda mais forte e melhor.


Logo de cara já tenho que dizer que esse livro é diferente dos outros cinco. Aqui não há um homem encontrando uma mulher e se apaixonando. E sim, amigos de uma vida toda que percebem que o que sempre sentiram não foi o amor fraternal, mas sim o eros, que crescia a cada momento, mesmo com a distancia física pelos anos afora...

Vicki e Ryan tinham apenas 15 anos quando se conheceram. Apesar de ambos já terem se notado, só foram realmente se falar pela primeira vez quando a jovem empurrou Ryan para desviá-lo de um carro desgovernado. Vicki, uma talentosa escultora sabia que não fazia o tipo de Ryan, o galante esportista do colégio. E pra variar, a jovem era de uma família de militares, então não parava muito tempo no mesmo endereço, sendo assim, já estava acostumada com a solidão e a falta de amigos verdadeiros.

Mas, após o episodio do salvamento Ryan se aproximou e se fixou na vida dela de tal forma que mesmo um amor que parecia platônico e Vicki se casando não conseguiu separa-los.

Dez anos se passaram, entre telefonemas e e-mails, os dois sempre se mantinham informados sobre os passos dados e algumas conquistas profissionais. Divorciada há pouco tempo, Vicki tenta reconstruir sua segurança profissional, sua independência à fama do ex-marido que também era um artista e, foi ao se ver numa posição de abuso de poder que ela sem hesitar recorreu a seu protetor amigo.

E assim, os dois começaram a fingir um namoro, mas é claro que com tantas lembranças dessa paixão juvenil e dividindo o mesmo teto, que esse amor iria aflorar ainda mais. E assim, Ryan, o primeiro a assumir o que realmente sentia começa uma batalha para ganhar o coração de sua melhor amiga.

O complicado dessa situação é que ambos estão perdidamente apaixonados, desde a adolescência, mas ambos têm medo de dar um passo adiante e perder a bela amizade que perdurou pelos anos.

Ryan é um personagem que nos cativa rapidamente. O fato de ele nunca levar uma mulher à sério desde que conheceu Vicki na escola demonstra que o que ele sente é real e duradouro.

Já Vicki é uma mulher que já sofreu muito, e continua a sofrer por se negar arriscar viver essa paixão. Sua amizade com Ryan foi o que a salvou de muitas coisas e perder isso seria como perder seu chão. Logo, ela fará qualquer coisa para proteger isso, mesmo tendo que tentar controlar seus hormônios desesperados e se negar o que tanto deseja.

Numa leitura rápida, que em poucas horas já conclui a história, podemos nos deliciar novamente com os romances doces que a Bella Andre consegue construir e se encantar ainda mais com essa família grande e unida. Vê-los unidos com um proposito é muito legal. Mas o destaque desse livro é que alguns Sullivan de Seattle, os primos que protagonizarão a próxima série da autora, já fizeram algumas aparições. Mostrando que a família não é unida apenas no núcleo central, mas como um todo.

E pra finalizar essa leitura com chave de ouro, Smith Sullivan, o irmão astro de cinema, fez mais aparições que o normal na trama e eu, que tenho uma queda por ele desde a primeira vez que ele foi citado, estou mais que empolgada com o sétimo livro, que será dedicado à história dele com Valentina Landon.

Mais uma vez recomendo a série pra quem gosta de histórias com um toque um pouco mais apimentado, mas com o romance transbordando por cada palavra. A família Sullivan é irresistível!



2 comentários: