Loucamente Sua

08:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: Truly Madly Yours
Autor: Rachel Gibson
Tradutor: Renata da Silva
ISBN: 978-85-634-2028-2
Gênero: Literatura Americana, Chick-Lit
Páginas: 343
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino








Sinopse: De volta à sua cidadezinha para atender ao funeral do seu padrasto Henry, a bela cabeleireira Delaney é surpreendida com uma cláusula do testamento dele: se quiser receber a sua herança, ela deverá permanecer um ano inteiro na cidade e não ter "contato sexual" algum com o bad boy Nick, filho bastardo de Henry. Acontece que, dez anos antes, ela e Nick viveram uma paixão, e embora ele seja um mulherengo incorrigível, a proximidade de ambos reacende a antiga chama. Será Delaney capaz de resistir ao motoqueiro de conversa fiada?



Comentários:

Bonjour Anges!!

Hoje é dia de Chick-Lit na nossa “Pilha do Anjo”. E mais, hoje é dia de falar de mais uma das minhas autoras divas. Rachel Gibson é MUITO especial pra mim, pois foi com os livros dela que me iniciei nesse mundo de “livros de mulherzinha”.


Um bom autor faz um ótimo livro a partir de uma premissa comum, às vezes até mesmo simples e previsível. E Rachel Gibson vem para confirmar essa tese. Quem me conhece sabe que sou simplesmente louca surtada pelos livros dessa autora e, portanto, suspeita de falar sobre isso, mas quem lê acaba concordando comigo.

Delaney Shaw e Nick Allegrezza são o clichê de livros de romance. Ela filha adotiva de Henry, por meio do casamento dele com sua mãe, sempre foi tratada como uma princesa e teve tudo à mão. Ele, filho bastardo de Henry, lutou a vida inteira pelo reconhecimento do pai e nunca teve.

Nick cresce cheio de mágoas, mas isso não o impede de ser o solteiro mais desejado e cobiçado da pequena cidade, com sua moto e roupas de couro ele usa e abusa do seu poder de sedução para atrair as mulheres, e entre elas está Delaney, que não apenas é mais uma garota, mas sim A garota, por mais que ele sempre negue esse sentimento a todos, inclusive a si mesmo.

Com a morte de Henry, Delaney é obrigada a voltar para Truly, de onde fugiu há dez anos, lugar onde se sente presa e amargurada. Pensou que logo após da leitura do testamento iria embora, mas para sua tristeza e surpresa, as condições do testamento de Henry frustram esses planos, pois para herdar metade da herança, ela terá que permanecer na cidade pelo período de 01 ano, e não poderá ter “contato sexual” com Nick.

Esse termo colocou mais fogo na lenha dos mal resolvidos sentimentos entre eles, pois a atração é mais que palpável e Delaney não vê como conseguirá suportar mais um ano naquele lugar, onde ela era obrigada a ser perfeita no passado e imaginava já ter deixado tudo aquilo para trás, quando foi embora para fazer aquilo que queria de sua vida, incluindo se tornar cabeleireira, contra a vontade de sua mãe e seu padrasto.

A autora já acerta aqui, a premissa é básica, mas já cria tensão entre os dois personagens; essa tensão ganha ainda mais força quando enfim descobrimos o passado dos dois.

Mas o foco não fica só nos dois, Rachel Gibson construiu bem os personagens da cidadezinha de Truly. Todo bom protagonista precisa de apoio para brilhar e relações bem-construídas para que possam mostrar toda a sua personalidade. A autora constrói bem todos os personagens apresentados, desde o que tem apenas uma aparição até aquele que faz parte do cotidiano dos personagens principais. O resultado é uma ótima visualização de dinâmica do lugar e o pleno entendimento de todas as fofocas que a permeiam.

O enredo cresce de forma gradativa, prendendo a atenção do leitor a cada linha. A tensão sexual entre Delaney e Nick é palpável, sua relação é muito bem apresentada e crível. Não há em nenhum momento algo que force de barra para esse ou aquele lado; os sentimentos dos dois são bem claros.

Adorei as características dos dois: ela a possível princesa, que se recusa a ganhar esse título e foge em busca de sua própria vida e ele, o aparente bad boy, que tem uma pose de durão e diz aguentar todas as críticas dirigidas a ele, mas que é na verdade, frágil e só busca o amor.

A narrativa é feita em terceira pessoa, e acompanhamos a visão tanto de Delaney quanto de Nick, então fica fácil entender os motivos de tanta marra dos dois.

Como bom Chick-Lit, o livro já chama atenção pela capa: é algo bem feminino, com bastante rosa e um leve toque de azul, dando ao plano de fundo uma ideia de flor ou um tecido, dependendo do ponto de vista. A imagem de uma mulher usando um chiquérrimo Louboutin (sapatos do designer Christian Louboutin, cuja marca registrada são as solas vermelhas), enquanto segura relaxadamente um par de tênis, faz alusão clara à protagonista que é viciada em sapatos.

Os personagens têm personalidades bem definidas, sendo cada um bem diferente do outro. Dou um destaque especial pra dois coadjuvantes: a melhor amiga de Delaney, Lisa, que é cunhada de Nick, uma garota doce e total oposto da Delaney e graças a seu casamento com o irmão de Nick acaba juntando os dois protagonistas. Outro personagem que vale destaque é a senhora Van Damme, que meio rabugenta e encurvada acaba conquistando Delaney, sendo sua cliente mais assídua.

Quente, divertido, romântico e com uma história bem desenvolvida e de agradável leitura. Eu gosto de livros que tragam, por mais que seja ficção, alguma lição de moral ou que nos façam pensar na nossa vida, no nosso dia a dia, e Loucamente Sua fala muito sobre a importância da família e sobre o poder que os pais exercem sobre os filhos, tanto positivo quanto negativo. Uma história comovente e ao mesmo tempo irritante, pois vemos pais cometerem tantos erros quanto é possível, na criação de seus filhos. Porém as cenas quentes, o romance e as brigas entre os protagonistas compensam qualquer outro desamor que venhamos ter.  Enfim, mais um livro que valeu o tempo gasto com ele. Super recomendo.


0 comentários: