Belo Desastre

08:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: Beautiful Disaster
Autor: Jamie McGuire
Tradutor: Ana Death Duarte
ISBN: 978-85-7686-191-1
Gênero: Romance Americano
Páginas: 392
Editora: Verus
Nota: 4,5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino

Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe e não fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.

Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube de luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade.
Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou um adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.
Belo Desastre é um livro sexy e apaixonante, que vai deixar você completamente viciado.

Comentários:

Bonjour Anges!!

Hoje é dia de mais uma leitura na “Pilha do Anjo”. E mais uma vez o gênero escolhido foi o New Adult, sendo esse provavelmente o mais conhecido entre os leitores. Depois de “Easy”, da Tammara Webber, “Belo Desastre” é um dos pioneiros do New Adult e um dos mais queridos.


Nesse livro conhecemos Abigail Abernathy, ou simplesmente Abby, que é uma garota de dezoito anos que deixou sua cidade natal, juntamente com sua melhor amiga America para fazer a faculdade em um lugar onde ninguém olharia para ela e saberia de seu passado. Por conta de deixar tudo para trás, Abby é uma garota certinha, que estuda e tenta não se enfiar em confusão.

Quando America começa a namorar Shepley, Abby acaba tendo seu primeiro encontro com o primo dele, o bad boy Travis Maddox, o típico garoto com quem sua mãe nunca ficaria feliz de te ver junto. Aliás, eles se conhecem de uma forma inusitada, quando Travis estava lutando e acabou por espirrar sangue de seu adversário na roupa dela.

A partir de então, Abby tenta se manter o mais afastada de Travis, porém os dois começam a ter uma espécie de amizade e em uma das lutas acaba surgindo uma aposta: se Travis recebesse um soco durante a luta teria que ficar um mês sem sexo, mas se ganhasse sem o adversário tocá-lo Abby teria que morar no apartamento dele por um mês. Bem, não é surpresa pra ninguém que o Travis ganhou essa luta, não é mesmo?

E esse mês juntos acabou por virar a vida de ambos de pernas pro ar. Travis é tudo o que a Abby menos precisa, mas isso não impede que a convivência aflore um sentimento que ela se nega a enxergar, enquanto Travis muda da agua para o vinho por conta da garota que simplesmente é uma exceção a tudo o que ele conhece. Há muitas cenas de provocações e ciúmes ate que finalmente os dois reconhecem o que sentem. E depois de muito conflito interno os dois finalmente ficam juntos em meio a todo os boatos que essa relação gera na faculdade.

Como não podia faltar no livro, por este ser um New Adult, os conflitos internos não terminam quando os dois começam a namorar, ao contrário, há muitos fantasmas a serem superados. E isso acaba gerando muita tensão e drama entre os dois.

Tensão essa quebrada pela presença constante de Shep e America que são os personagens mais cativantes, se mostrando verdadeiros amigos, prontos para brigar, bater ou correr por aqueles que amam.

Esse é um daqueles livros que fico sem saber o que dizer ao certo. Esperei MUITO tempo para poder lê-lo e a expectativa era mais do que gigantesca e posso dizer com segurança que essa expectativa foi superada. Principalmente em cenas em que era impossível não rir, como quando Travis começa a cantar I Can’t Get No (satisfaction) para desviar a atenção de Abby no refeitório da faculdade.

Claro que o livro não é as mil maravilhas o tempo todo, pois há muitos momentos onde o leitor fica com vontade de entrar na historia e bater tanto no Travis quanto na Abby por se enfiarem em situações desnecessárias e aumentarem o drama.

A narrativa é mega envolvente e rápida, terminei o livro em 16h espalhadas durante dois dias. Por ser leve, é ótima para quem está retornando de uma ressaca literária. Em resumo, “Belo Desastre” é um romance moderno, quente e dramático na medida certa, com um final fofo, personagens carismáticos e gostinho de quero mais.


0 comentários: