Príncipe Mecânico

08:30 Érica Guimarães 1 Commentários


Título Original: Clockwork Prince
Autor: Cassandra Clare
Tradutor: Rita Susseking
ISBN: 978-85-01-09269-4
Gênero: Ficção Americana
Páginas: 390
Editora: Galera Record
Nota: 5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino








Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do aconteceu desde que foi de Nova York para Londres – ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada – foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.

Comentários:

Bonjour Anges!!

Hoje é dia do segundo livro da série As Peças Infernais aqui na nossa “Pilha do Anjo”. Ultimamente tenho tido muito medo de continuações, pois nem todas cumprem as expectativas de serem ainda melhores que seus antecessores. Mas, aqui temos um livro que conseguiu ser melhor e quase ocultar seu antecessor. Se eu já tinha amado Anjo Mecânico, simplesmente surtei MUITO com Príncipe Mecânico.

Depois de tudo que aconteceu – mesmo que você não tenha lido Anjo Mecânico, a sinopse desse livro solta tantos spoilers que dá medo –, Tessa está devidamente instalada em Londres, ainda em choque por tudo o que foi obrigada a passar, e com muitas perguntas dando voltas em sua cabeça. Afinal, com o tipo de poder que possui como garantir que ela é realmente ela? E, a maior de todas as perguntas, de onde veio esse poder e porque o Magistrado a quer tanto?

Pra ajudar, viver junto aos Caçadores de Sombras, sob o mesmo teto do Instituto só lhe trouxe mais perguntas do que respostas. Tudo o que a garota sabe com certeza é que sua vida está totalmente ligada aos propósitos dos Nephilins.

Quando o cargo de direção do Instituto que pertence à Charlotte é posto em jogo, Tessa teme pelo que pode acontecer com ela. E assim começa uma verdadeira corrida contra o tempo, pois a única forma de manter o Instituto na direção atual é descobrir onde o Magistrado está e qual é seu plano contra a Clave.

Essa tarefa já não é das mais fáceis, mas pra ajudar ainda mais, Murphy não poderia deixar de atuar, e Tessa se vê perdida em meio a novos sentimentos. Na verdade a garota conseguiu se colocar numa verdadeira corda bamba entre Jem e Will. Enquanto Will consegue ser um verdadeiro idiota, Jem é um príncipe dedicado. Apesar disso, a escolha não é algo tão fácil...

As tramas de Conspiração desse livro é algo que faz o leitor parar para pensar no quanto a autora planejou cuidadosamente cada passo de cada personagem e, fato, é de tirar o fôlego ler.

O triângulo amoroso é definitivamente formado, e segredos vão se revelando, o que toda hora muda o peso na balança de quem escolhemos como preferido para a Tessa. Aliás, esse triângulo tem algumas cenas deliciosas e outras de partir o coração.

Falando em segredos, a participação do Magnus nesse livro aumentou consideravelmente, e é dele uma das melhores cenas do livro todo. Esse feiticeiro tem a maior cara de pau, impossível não rir e mais impossível ainda não gostar dele.

E não posso deixar de falar – e rir – que o mistério que envolve o anjinho mecânico que a Tessa usa como pingente continua. Sou louca para saber de onde ele veio e como funciona. Aliás, muitos mistérios continuam sem solução nesse livro, o que faz as expectativas para o terceiro livro serem ainda mais altas.

Umas das coisas que mais aprecio nessa série é o fato dele ser a origem dos Instrumentos Mortais, então acompanhamos as invenções de aparelhos usados atualmente pelos Caçadores de Sombras, a origem de algumas árvores genealógicas, isso sem falar de personagens que estão literalmente nas duas séries, mesmo com a grande passagem de tempo. É muito legal essa interação.

O Príncipe Mecânico tem um final de deixar qualquer um embasbacado e louco pela continuação. Não vejo a hora de poder ler a Princesa Mecânica e descobrir todos os mistérios por trás desse steampunk delicioso.


Um comentário:

  1. hey, tbm postei minha resenha de Príncipe Mecânico hoje kkk Também amei esse livro <3 É muito difícil mesmo escolher entre Jem e Will, cada um possui um estilo tão charmoso, tão único... *-* Na minha mente já tenho algumas teorias do que pode acontecer nesse romance kkk

    Também amei essa corrida contra o tempo, é bom porque o livro não fica parado. To doidinha pela continuação!!! Bjos!

    ResponderExcluir