Corações Feridos

08:30 Milena Cherubim 0 Commentários

Título Original: Black heart blue
Autor: Louisa Reid
Tradutor: Thiago Mlaker
ISBN: 978-85-8163-044-1
Gênero: Ficção inglesa
Páginas: 256
Editora: Novo Conceito
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino

Sinopse:Hephzibah e Rebecca são irmãs gêmeas, mas muito diferentes. Enquanto Hephzi é linda e voluntariosa, Reb sofre da Síndrome de Treacher Collins — que deformou enormemente seu rosto — e é mais cuidadosa. Apesar de suas diferenças, as garotas são como quaisquer irmãs: implicam uma com a outra, mas se amam e se defendem. E também guardam um segredo terrível como só irmãos conseguem guardar. Um segredo que esconde o que acontece quando seu pai, um religioso fanático, tranca a porta de casa. No entanto, quando a ousada Hephzibah começa a vislumbrar a possibilidade de escapar da opressão em que vive, os segredos que rondam sua família cobram-lhe um preço alto: seu trágico fim. E só Rebecca, que esteve o tempo todo ao lado da irmã, sabe a verdadeira causa de sua morte... Hephzi sonhara escapar, mas falhara. Será que Rebecca poderia encontrar, finalmente, a liberdade?

Booktrailer

Comentários:
Hi Angels!
Só posso começar essa postagem assim. Oi meu nome é Milena sou mãe e não suporto violência infantil. Se você assim como eu não gosta vai se sentir muito irritada ao ler esse livro. Louisa Reid ganhou meu respeito por abordar um tema pesado de forma leve e envolvente.

A história nos mostra duas adolescentes, gêmeas, uma aparentemente normal e a outra com uma deficiência. Hephzibah e Rebecca são filhas do pastor de uma comunidade local. As meninas eram confinadas a casa paroquial e estudavam em casa, sua mãe lhes dava o básico.
Contudo Hephzi não era feliz. Ela queria sair e conhecer pessoas. Não só as da congregação de seus pais. Ela queria conhecer jovens como ela e Reb. Mas o “Pai” era rígido. Não a queria longe de seus olhos. Enquanto a Rebecca... bem, essa ele queria bem longe de seus olhos.
Quando crianças, ele dizia que ela era castigo de Deus. Rebecca tem uma doença chamada “Síndrome de Treacher Collins” e isso deformou seu rosto. Para quem nunca ouviu falar dessa doença, a síndrome é um distúrbio craniofacial causada por mutação em um gene, para quem quiser saber mais é só clicar aqui. Eu nunca conheci ninguém, porém com essa leitura eu me apeguei a Reb. Ela é inteligente. Não se abala com a falta de tato que as pessoas têm para com ela e sua deformidade.

O que você quer de Natal, Rebecca? Um rosto novo? (pág. 49)

Posso odiar o pai? É... também acho que sim. Hephzi conseguiu que seus pais as deixassem ir para o colégio. As meninas tinham horários rígidos e não poderiam conversar com ninguém. Enquanto a bonita era super sociável, a feia não agradava.
Já aviso já. Não suporto a Hephzibah. Menina fútil, não se preocupa com a irmã, somente com ela. Seu sonho é sair de casa, mas a irmã que se lasque. Ela conheceu Craig um garoto meio problemático e se apaixonou. E claro... esqueceu de Rebecca. Todavia não era só amores na 'nova' vida de Hephzibah... Ela morre!
Não posso contar muito, porque causaria muito reboliço e seria spoiler. Não espere muitas alegrias nesse livro. Ele é triste, pesado, denso, tenso e extremamente irritante. Mas ao mesmo terno, cativante e justo.
Corações Feridos foi um livro que li com medo de me decepcionar e mostrou-se totalmente inebriante. Ele é dividido em duas partes. Na primeira é contada a história do antes pela Hephzibah e o depois pela Rebecca.
Quando a trama vai se esclarecendo eu já estava a ponto de socar o pai. Um adendo... até a metade do livro não sabemos qual o nome da mãe e do pai. Eles são tratados assim. Depois com o desenrolar cita-se seus nomes. Já no terceiro capítulo eu tive vislumbres do que acontecia na casa paroquial e isso me irritou profundamente. Confesso que quase parei com a leitura, mas não sou de desistir, ainda mais quando me apaixonei pela Rebecca.
Uma cena que me deixou impressionada foi quando Rebecca conheceu Ben, uma criança com Síndrome de Down. Ele chega nela e coloca sua mãozinha perto do rosto dela. Ele não estava zombando, só curioso por ela ser diferente.  
Esse livro mexeu muito comigo. E o que é mesmo que dizem? Quando um livro lhe causa algo, alegria... tristeza... raiva... dor... angustia... ele cumpriu seu objetivo? Pois bem, Corações Feridos de Louisa Reid cumpriu seu objetivo comigo. Me mostrou que a raça humana adulta ainda tem muito o que aprender com os pequeninos.

0 comentários: