Feérica

08:30 Érica Guimarães 2 Commentários


Autor: Carolina Munhóz
ISBN: 978-85-7734-374-4
Gênero: Ficção Infantojuvenil Brasileira
Páginas: 352
Editora: Leya
Nota: 4,5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino









Sinopse: Violet Lashian tem apenas um objetivo: ser famosa em seu mundo. Mas quem nunca se seduziu por esse pensamento?

Ignorada pelas fadas de uma sociedade que preza a padronização, a jovem de cabelos roxos decide abandonar seu sofrimento em busca de um lugar entre as estrelas de Hollywood.
Bastidores de reality shows. Festas badaladas. Encontros amorosos com jovens milionários. Entrevistas em rede mundial. Fama instantânea, dinheiro e poder. De repente, a feérica se vê cercada pela realidade com que sempre sonhou. Mas será que Violet é capaz de manter a pureza de sua raça mágica em um mundo corrompido pelo deslumbre material? E quais seriam as reais consequências de sua revelação para a existência oculta de seu povo?
Você descobrirá tudo isso e muito mais nos próximos capítulos deste livro.



Comentários:



Bonjour Anges!



No dia 27 de julho a autora Carolina Munhóz fez o lançamento de seu mais recente livro Feérica na FNAC da Avenida Paulista. Houve um bate-papo com 1h de duração, em que a autora falou sobre o livro e sua carreira como se estivesse em uma entrevista com um dos personagens de seu livro Dennis Papperman.




Quem me conhece, sabe que amo essa autora então eu não poderia deixar de estar nesse evento. Estava bem cheio, e o pessoal bem animado, mas ninguém tirou meu título de Stalker Oficial da noite. E após toda essa agitação ainda houve a parte dos autógrafos, onde me diverti imensamente junto com outros fãs animados e ainda pude conhecer o autor do livro Filhos do Fim do Mundo, Fabio M. Barreto, que já me conquistou pela simpatia (mas, isso fica pra próxima resenha...).

Uma semana antes desse evento eu já tinha o livro em mãos, e é claro já havia lido, mas só agora a resenha resolveu sair... Bem, antes tarde do que nunca, não é mesmo? Vamos ao que interessa então.

Feérica é o primeiro Chick-Lit Fantástico que leio. Sim, você leu bem, um Chick-Lit Fantástico, ou seja, além de ser um “livro de mulherzinha” ainda tem seres fantásticos, uma mistura que ficou muito interessante e divertida.

Nessa história conhecemos Violet Lashian, uma fada que se destaca em sua dimensão, não só pelo lindo cabelo roxo que por si só já chama MUITA a atenção, mas principalmente pelo seu verdadeiro vicio pela cultura humana. Sim, assim como temos humanos fissurados em figuras fantástica, como a própria autora, temos um ser fantástico apaixonado por nós, meros humanos. E Violet é quase uma stalker, ela está sempre olhando revistas de moda e tentando copiar os estilos de maquiagem e roupa que as famosas usam por aqui. Já dá pra imaginar o reboliço que isso gera num lugar onde a padronização é algo muito forte.

Depois de alguns eventos, Violet abandona sua dimensão e vem para a dos humanos, com o propósito de realizar seu maior sonho: o de mostrar ao seu povo e aos humanos de que não é uma fada qualquer e que seu povo realmente existe.
 
Só que com sua inocência, Violet não calcula muito bem como fazer isso e acaba por se revelar em um reality show musical que é simplesmente acompanhado pelo mundo inteiro. Bem, já deu pra imaginar a loucura que foi tudo isso.

E é assim que Violet ganha seu próprio reality show, chamado Feérica, onde ela mostra o dia-a-dia de uma celebridade feérica. Mas, até onde todo esse glamour e o brilho da fama se manterá afastado da pureza de sua raça e da inocência de seu povo?

Feérica aborda sobre o vislumbre e a cegueira que a fama pode causar, sobre a importância de pequenas coisas, sobre solidão e auto aceitação, sobre a manipulação que existe por trás das câmeras e principalmente sobre o poder do amor. Sendo em formato de uma grande entrevista, o livro traz um texto leve e envolvente, que arranca muitas risadas, mas que em determinados momentos nos faz parar e analisar nossa própria vida, além de arrancar algumas risadas.

Comparado com as outras obras da autora, é nítida a evolução e a diferença no estilo. Sem o toque sombrio e sério de seus livros A Fada e O Inverno das Fadas, esse livro pode se transformar em série e promete ainda mais confusões e risadas. Com muitas referências atuais, não só a reality shows, mas a séries de TV, música pop, entre outras coisas, essa é uma leitura divertida e com uma mensagem muito fofa. Super recomendo!








2 comentários:

  1. Ei girls,

    Ah eu não sei se quero ler, pelo jeito vc gostou dos outros tbm ne? A Mi leu? rsrs.

    Eu não gostei de O inverno das fadas, então fico com um pé atrás para ler este, apesar que a sinopse me deixou curiosa.

    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Fernanda... A Mi ainda não leu, mas sei que ela não vai curtir, porque ela não curte Chick-Lit.
    Eu sou fã da Carolina Munhóz, e dos três, esse é o melhor. Se sentr vontade, dê uma chance.

    Beijinhos

    ResponderExcluir