Atormentada

08:30 Érica Guimarães 0 Commentários


Título Original: The Unquiet
Autor: Jeannine Garsee
Tradutor: Denise de C. Rocha Delela
ISBN: 978-85-64850-39-2
Gênero: Literatura Fantastica Norte-Americana
Páginas: 366
Editora: Jangada
Nota: 5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino







Sinopse: Uma Adolescente com Transtorno Bipolar.
Atividades paranormais num corredor escuro do seu novo colégio.
Uma jornada rumo à loucura... Ou para além dela.

Existe um CORREDOR ESCURO no Colégio River Hills onde NUNCA se deve entrar SOZINHO. Ele é como um túnel que acaba numa piscina abandonada onde Annaliese se AFOGOU.
Muitos alunos contam que, ao atravessar o túnel, sentem um CALAFRIO, cheiro de cloro e barulhos MISTERIOSOS. Para outros, a experiência é ainda PIOR.
Quando Rinn consegue fazer contato com o FANTASMA, ele não se mostra nada pacífico. Então ela descobre por que e pede ao namorado, NATE, para ajuda-la.
Mas o PLANO de Rinn pode ser perigoso. O fantasma não parece escolher suas VÍTIMAS ao acaso... E essa escolha não tem nada a ver com entrar no túnel sozinho...




Comentários:

Bonjour Anges!!

Como estão as leituras? Hoje trago para nossa “Pilha do Anjo” um dos mais recentes lançamentos da editora Jangada, parceira do Memories. Desde que li a sinopse estava mega curiosa com o que esse suspense sobrenatural reservava.


Corinne Katherine Jacobs, ou simplesmente Rinn, é uma adolescente de 16 anos e que não se pode chamar exatamente de normal. Afinal, ela é obrigada a tomar todos os dias um antidepressivo, um estabilizador de humor, um antipsicótico suave, Rivotril (um calmante para evitar ataques de pânico) e anticoncepcionais para evitar um bebê vítima de má formação. Isso tudo porque ela tem Transtorno Bipolar.

Rinn então não é uma garota doce e centrada, ao contrario, quando está sem medicação ela é capaz de arrombar portas, roubar carros, montar em cavalos que não são seus, não dormir por noites seguidas caminhando pelas praias e isso sempre a fazia voltar para casa acompanhada por um policial.

Há anos tentando controlar essa doença, Rinn só passou a se cuidar de verdade após um de seus surtos acabar em uma tragédia, o que provocou o afastamento forçado de sua mãe e seu amado padrasto. E esse afastamento levou mãe e filha a saírem da Califórnia, uma terra de sol e agitação e retornarem à pequena cidade fria de River Hill, em Ohio, onde Monica Jacobs, mãe de Rinn, nasceu e cresceu.

E o livro começa justamente com essa ‘mudança de ares’. Rinn tem então uma chance de recomeçar sua vida em um local onde ninguém sabe sobre sua doença, e isso é um possibilidade de não ser a esquisita e isolada do lugar. Enquanto sua mãe se adapta ao trabalho de secretaria na escola, Rinn tenta fazer novos amigos. E por incrível que pareça, isso não foi muito difícil. Logo, Rinn estava andando com as três garotas animadas e se apaixonando pelo seu vizinho da frente.

Mas, nem tudo nessa mudança será as mil maravilhas. Como novata, seus amigos contaram sobre o túnel ao lado do ginásio, que leva à piscina desativada há mais de vinte anos, e que é assombrado pela garota que morreu afogada. Uma brincadeira de criança! Mas, será que isso é realmente certo?

Em um baile, Rinn e seus amigos se afastam, mesmo com os avisos para não entrarem nesse túnel e fazem uma sessão espirita, tentando invocar o espirito de Annaliese, a garota que morreu ali. E a partir desse momento coisas estranhas começam a acontecer com esses jovens.

Coisas muito estranhas, diga-se de passagem. Surtos de violência, dores estranhas, momentos de “branco” na mente onde eles acabam fazendo coisas que nunca fariam. E é nesse momento em que tudo começa a desmoronar na vida desses jovens, quando mortes estranhas começam a acontecer próximas a piscina.

Rinn realmente acredita que tudo isso é provocado por Annaliese, mas como provar para as pessoas de fora de que há algo muito errado acontecendo sem que pareça que ela está surtando e tendo alucinações novamente? Aliás, será mesmo que tudo aquilo está mesmo acontecendo? O que é real e o que é ilusório? E se realmente existe o fantasma de Annaliese, o que ela está querendo com tudo isso? Sim, são várias perguntas, mas qual é a resposta correta para cada uma delas?

O livro todo é feito a partir de uma contagem de dias a partir da tragédia que mudou para sempre a vida de Rinn, como se fosse um diário, sempre mostrando os pontos importantes que colocam mais uma informação em todo esse mistério sobrenatural, não deixando cair na monotonia.

A narrativa da Jeannine Garsee é deliciosa. Eu estava com medo de ser algo muito pesado, carregado de drama, mas ao começar a ler vi que a autora conseguiu colocar um tema pesado e confuso, com a dose certa de drama e suspense mas, sem perder a leveza da leitura, o que a torna rápida e deliciosa.

Os personagens são trabalhados de uma forma bem interessante, com suas personalidades bem marcadas, a maioria sendo extremamente cativante, enquanto outras são muito desprezíveis, e isso demonstra bem a mudança que acontece conforme as coisas se desenvolvem.

Em alguns pontos foi impossível deixar de lembrar de “Carrie, a Estranha” do Stephen King. Na verdade isso seria meio que um ‘pós-Carrie”. E o suspense é de deixar os pelos da nuca arrepios e uma tensão crescente.

Então, se você gosta de um suspense sobrenatural, onde se é impossível saber o que é real de fato e o que é alucinação Atormentada é um prato cheio. Está mais do que recomendado.


0 comentários: