A Seleção

08:00 Érica Guimarães 3 Commentários


Título Original: The Selection
Autor: Kiera Cass
Tradutor: Cristian Clemente
ISBN: 978-85-65765-01-5
Gênero: Literatura Infantojuvenil
Páginas: 361
Editora: Seguinte
Nota: 4/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino


Sinopse: Nem todas as garotas querem ser princesas. América Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto.
Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma...



Comentários:

Bonjour Anges!!

Espero que todos estejam bem e prontos para mais uma leitura da nossa “Pilha do Anjo”. Bem, aproveitei meu clima pra contos de fadas e o presente que ganhei no dia dos namorados e a escolha da vez é uma distopia que ganhou muitos corações de fãs e eventos.


Em A Seleção, conhecemos um futuro pós Quarta Guerra Mundial, onde depois de uma guerra ferrenha contra a China e a Rússia, os países sul-americanos mais os Estados Unidos se uniram e formaram um novo país chamado Illéa, tendo como regime político a monarquia. E nesse novo país vive organizado por castas, condizente com o dinheiro que os antepassados de cada família possuía na construção desse lugar. Assim, nos são apresentados Oito castas, marcando bem a diferença social entre cada uma delas.

America Singer é uma jovem de 17 anos que faz parte da casta Cinco, onde vivem os artistas. Ela é a filha do meio de cinco irmãos, é uma ótima cantora e toca piano e violino. Uma linda ruiva que tem como maior segredo seu namoro com Aspen Leger, um jovem da casta Seis. Não tem muitas ambições, seu único desejo é conseguir juntar dinheiro pra poder pagar toda a burocracia necessária para poder se casar com Aspen.

Mas, a mãe de America pensa diferente, sem saber dos sentimentos da filha e desejando escalar essa escada social, faz de tudo para que America preencha o formulário de inscrição para participar do processo seletivo para a Seleção.

Essa Seleção nada mais é que uma forma para o príncipe de Illéa, Maxon, que atingiu a maioridade, possa escolher sua futura esposa entre as mais belas, tendo uma garota de cada província do país.

Depois de muita insistência e de Aspen, por orgulho, ter terminado o namoro, America enfim aceita se inscrever. Mas, o que ela não contava era que seria uma das Selecionadas e assim é levada para o palácio, junto com mais 34 garotas para essa disputa pela coroa e pelo coração do príncipe.

A narrativa desse livro é uma delicia. Em primeira pessoa, acompanhamos os passos de America nessa trajetória louca, onde ela tenta superar o fim de seu namoro com Aspen, aprende a se relacionar com pessoas que não são de sua família e descobre que a família real não é como ela pensava que era.

Como um verdadeiro reality show, há muitas intrigas, garotas tentando puxar o tapete de outras para tentar ser a nova princesa do país.

America é uma protagonista do jeito que gosto. Apesar de toda a confusão de sua vida amorosa, o que a deixa bem indecisa e confusa, ela não se torna chata e nem insuportável. Ela é uma garota forte e sincera, marcada pela dureza da vida que levou e que não nega sua origem humilde.

Maxon é um verdadeiro cavalheiro, mas sem ser aquela coisa robótica e falsa. Ele mostra um lado meio perdido e vulnerável e se encanta com o jeito espontâneo de America logo no primeiro encontro. É um dos personagens que mais cresce na historia, já que seu convívio com pessoas de fora do palácio lhe traz uma nova visão de mundo, algo não tão utópico como ele imaginava.

Sem muitos dramas, A Seleção, apesar de ter o cenário distópico, se foca mais no jogo de conquista, tendo uma narrativa leve e bem dinâmica, com alguns trechos que instigam a raiva ou as risadas dos leitores. Super recomendo essa leitura!!


3 comentários:

  1. Oi Eri, quando comecei a ler este livro, não dava nada por ele. Mas a trama me conquistou e agora estou na torcida pelo Príncipe.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Eu to na torcida!!! America me decepcionou horrores, quero só ver como ela vai arrumar tudo o que aprontou... xD

    ResponderExcluir
  3. Oi, Eri!
    Eu adorei essa série. Achava que seria uma história bobinha, mas me surpreendi! Já li o segundo livro da série e estou super ansiosa pela continuação!
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir