Do Jeito Dele

08:30 Érica Guimarães 2 Commentários


Título Original: Westmoreland’s Way
Autor: Brenda Jackson
Tradutor: Ligia Chabú
ISBN: 978-85-398-0007-0
Gênero: Ficção Norte-Americana
Páginas: 149
Editora: Harlequin Books
Nota: 3,5/5
Estante: Skoob
Onde comprar: Saraiva / Cultura / Submarino









Sinopse: Havia um segredo no passado da família de Dillon Westmoreland e ele iria descobri-lo... Mesmo que para isso tivesse de ir atrás de Pamela Novak, talvez a única pessoa com a chave para a revelação. Apesar de estar noiva de outro homem, ela não resistiu a sedução de Dillon e ambos tiveram uma devastadora noite de paixão. Agora, além de conseguir encaixar uma peça do quebra-cabeça familiar, Dillon também conquistaria a mulher que desejava... Mesmo que tivesse de enfrentar um grande desafio!


Comentários:

Bonjour Anges!!

Como falei na outra resenha, minha aparição foi adiantada por eu ter pegado um “Harlequin Dueto” para acrescentar nas leituras da nossa querida “Pilha do Anjo”, lembrando que esse é o dueto Tentações do Coração que traz dois romances onde os nossos heróis lutam horrores pra conquistar as mocinhas.


Do Jeito Dele é o segundo livro dessa edição e eu fiquei extremamente feliz pela história ter me agradado tanto quanto a primeira. Sim, às vezes apenas uma das histórias do dueto é legal, mas dessa vez dei muita sorte.

Westmoreland é uma família gigantesca, apesar de até bem pouco tempo não saber que era tão grande assim. Na verdade, o mais velho dos Westmoreland, Dillon, já cuidava de seus irmãos e primos, nada mais nada menos que 14 seres por conta de uma queda de avião que matou seus pais e tios o que o fez ser o responsável legal pela família inteira. E há alguns meses, Dillon e sua família descobriu outro clã de Westmoreland com mais uns 15 seres e foi exatamente isso que o levou a se perguntar sobre os mistérios de seus antepassados.

Com um pouco de pesquisa, Dillon descobriu que seu bisavô tinha um irmão gêmeo idêntico e que ele havia cortado todas as ligações com a família, o que explicava muito o fato deles não saberem que a família era tão grande assim. Mais um fato que Dillon descobriu é que Raphel Westmoreland havia tido 5 esposas, sendo sua bisavó a quinta e isso o deixou curioso para saber o que havia acontecido com as outras 4 esposas. Além do detalhe sórdido de que as 4 mulheres foram “roubadas” de seus maridos por Raphel.

E assim, caçando sobre o passado de sua família, Dillon acabou por chegar até a família de Pamela Novak, cujo bisavô teve a mulher “roubada” por Raphel. Ansioso por qualquer informação que a família Novak pudesse lhe dar, Dillon viaja até a cidadezinha onde Pamela vive com suas três irmãs mais novas e ao conhecê-la simplesmente se encanta. O problema está no noivo de Pamela, um sujeito terrivelmente arrogante e desagradável, com quem Pamela só irá se casar por conveniência, pensando em um futuro melhor para as irmãs.

Dillon é um homem que já experimentou o casamento e descobriu que isso não era para ele e não tinha qualquer intenção de tentar novamente. Ao menos era o que ele planejava antes de conhecer Pamela. Não demorou muito para que Dillon se convencesse de que permanecer solteiro não era mais uma opção, mas antes tinha que resolver esse problema com o casamento praticamente forçado de Pamela.

Entre ler o diário do bisavô de Pamela descobrindo o passado e passar o tempo ao lado da linda mulher que mexeu com seus sentimentos, uma paixão avassaladora nasce e os envolve, fazendo com que eles se rendam a uma ardente noite de amor. E ai os sentimentos entram em conflitam. Será que Pamela aceitará deixar seu noivo para ficar com Dillon? Será que Dillon permitirá que aquilo que compartilharam dure apenas uma noite?

Essa foi uma história extremamente leve, sem muito drama e menos complicações ainda. E o desfecho, apesar de completamente esperado, foi fofo e feliz.

Uma das coisas que mais gostei, foi o fato dos dois protagonistas serem extremamente ligados à família. Pamela também se tornou responsável legal por suas irmãs mais novas, tendo abandonado sua carreira de atriz quando o pai delas faleceu, mas mesmo assim ela não se sente obrigada, ela faz tudo por amor. E essa ligação com a família é mais um fator que a une ao Dillon.

E as irmãs da Pamela quase fazendo uma “Operação Cupido” para unir a irmã com o Dillon, por odiarem o noivo arrogante foi hilário. Mas, a chave para o sucesso foi a participação pequena da Iris, melhor amiga da Pamela, uma palavrinha dela mudou todo o rumo que a história estava tomando.

Enfim, essa é uma leitura calma e completamente relaxante, com personagens extremamente cativantes e muito romance no ar. Sem dramas é uma boa opção pra quem deseja algo leve para conhecer os famosos “Romances de Banca”.


2 comentários: