Alma e Sangue – O Império dos Vampiros

07:33 Milena Cherubim 0 Commentários


Segundo livro da série Alma e Sangue. Kara já está com cinco anos de criada e quer muito voltar para o Brasil. Sente saudades de sua família e queria ver como estavam. Mesmo sabendo que isso é proibido, mas a carência falou mais alto.
Sempre se correspondia com Victor, seu amigo médico, ele mandava notícias de sua família. Ele estava trabalhando para achar a cura para as doenças pelo sangue contaminado do vampiro. Kara sempre que podia fazia ‘doações’. Victor pediu se possível uma amostra de um vampiro ancião. Ele queria analisar o sangue antigo. Só que para isso ele precisava de um laboratório. Conseguiu um que não fazia perguntas, essa era a melhor parte. O sangue fora doado pelo Otávio.
Contudo não eram só flores a vida de Kara e Kmam. Ariel, o Rei dos Vampiros, queria Kara pra si. Havia uma promessa. O destino da vampira já fora traçado. Mas quem é que faz tudo conforme fora predestinado? Acho que só Ariel Simon.
Jan fazia todas as vontades de sua amada, e com isso cinco dias foram dados para que ela retornasse ao seu país. Kara ficou maravilhada com a possibilidade de estar em São Luis novamente. Seu mestre não queria ficar longe, ele a amava por demais e uns dias era tudo o que poderia suportar. Sua ausência doía demais.
Só que ela fez uma coisa imprópria. Kara Ramos criou um manuscrito revelando toda sua história e que vampiros existiam. Victor a ajudara nisso. Mortes ainda assolavam São Luis. Havia vampiros lá, antigos e muito poderosos.
Uma repórter investigava alguns casos e se deparou com a possível realidade. Seu namorado, um policial, Leo Milano o mesmo que prendera Jan e Kara odiava essas coisas e ficava no pé dela.
Por uma reviravolta do destino Kara some, seu amigo Victor vira um monstro. Sangue, o sangue proibido. Kmam não sente mais sua amada e corre ao Brasil para tentar achá-la. Só desgraça. Mas o passado volta e conseguimos visualizar o que foi e como foi à criação do mundo vampiro como conhecemos em Alma e Sangue.
Nazarethe consegue fazer com que fiquemos intrigada, irritada, que surtássemos pela história. Chorei, pois mortes eram necessárias. Ri com situações pra lá de divertida, mas o que me impressionou mais foram à riqueza de detalhes de séculos, países, momentos históricos que fico me perguntando se realmente não existe o sobrenatural entre nós. Seria a maneira mais fácil de explicar certas coisas que parecem inexplicáveis.

Nota da Milena: Esse foi o livro que ganhei autografo na Bienal de 2010, quando conheci a Nazarethe. Fico contente que mesmo com a distância, é possível eu falar o que sinto para a criadora de tal mundo que me prende me fazendo sonhar, querer que seja real... sim gostaria que fosse real, que tenhamos sobrenatural no mundo para deixá-lo mais misterioso. Imagine uma criatura lendária adentrando sua mente e te contando por meio me visões como foi antes e como será a sua vida ou as suas vidas passadas. Hoje escrevo esse post dia 04 de janeiro no meio da minha mudança de residência. Estou esperando na casa nova a colocação da TV a cabo e internet só pensando que o Alma e Sangue – O Pacto dos Vampiros está em uma tina com no mínino 15 livros encima dele e eu querendo a continuação.... agora será mais, digamos, divertido. Kara se depara com lobisomens. Quero só ver o que espera a futura.... ah deixa pra lá. Isso é mais pra frente, não quero estragar a surpresa da leitura de vocês! Revelações e situações tensas. Uma leitura maravilhosa.

Nota:



Serviço:



Título Original: Alma e Sangue – O Império dos Vampiros
Autor: Nazarethe Fonseca
ISBN 9788576570882
Gênero: Romance Brasileiro
Páginas: 384
Formato: 16x23
Editora: Aleph




0 comentários: