[Exposição] Jean-Michel Basquiat



Olá pessoal!
Teve início no dia 25 de janeiro (aniversário de São Paulo), a exposição do Basquiat no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e que presente!
Eu conheci o artista através da uma música Andy Warhol do meu eterno amado David Bowie, e como eu sou uma pessoa curiosa, conheci o Basquiat.


Basquiat foi um dos grandes artistas da street art de Now York nas décadas de 70 e 80, onde é possível acompanhar suas pinturas criativas, explosivas e até traços que remetem a uma pintura infantil.
Jean Michel Basquiat nasceu e cresceu em New York, é filho de pai haitiano e de mãe com descendência porto-riquenha e sempre teve o incentivo da mãe em frequentar museus e ter uma educação, digamos assim, mais cultural. Começou a frequentar o MoMA (The Museum of Modern Art) de New York e aprender muito com o que via.

1982 - Sem Título 

Basquiat começou a chamar a atenção com esses grafites em Manhattan junto a Al Diaz
Basquiat pintava em qualquer coisa que pudesse, já que
às vezes não tinha grana para comprar telas. 


As obras em exposição pertencem a um israelita chamado Jose Mugrabi, que é cheio da grana e muito "bonzinho" em dividir seu acervo com o mundo.


Basquiat e Al Diaz começaram a pintar frases nas paredes de Manhattan sob o pseudônimo SAMO (de same old shit ou mesma merda, em português), aí eles começam a chamar a atenção.
Não dá pra falar muita coisa, pois estragaria o passeio.
Mas dá para ter uma noção da street art dos anos 70 e 80 em New York.







Detalhe das Penas 

Sem Título 1982 (alcatrão amarelo e penas) 

Quatro Grandes 1982 





Os desenhos influenciaram muito sua arte.



Sem Nome - 1985 
Andy Warhol e Basquiat - 1984 

Andy e Basquiat 1984-1985 


Está é uma coleção que eles fez em pratos dos
artistas que ele mais gostava e o influenciava.





Certa vez ele ganhou um livro de anatomia de sua mãe,
aí você entenderá esses quadros.




Basquiat tocava em uma banda chamada Gray.




"Say my name" kkkkk









É possível conhecer mais sobre Basquiat e toda sua influência observando suas obras, o espaço está super bem organizado e para maior comodidade, você pode comprar antecipadamente seu ingresso GRATUITAMENTE pelo site da Eventim.

Serviço:

Exposição Jean Michel BasquiatLocal: Centro Cultural Banco do Brasil
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 Centro - CEP: 01012-000 | São Paulo (SP)Telefone: (11) 3113-3651
Ingressos: Entrada gratuita
Data: 25 de janeiro a 07 de abril de 2018
Hora: 9:00 as 21:00

[Filme] Extraordinário


Olá pessoal!!! Fui conferir a adaptação para as telonas de um dos livros que mais amei ter lido, Extraordinário (que eu mesma fiz a resenha há algum tempo atrás). Eu comprei o livro Augie & Eu, mas ainda não terminei de ler, por isso não tem resenha ainda.

Família Pullman (Olivia, Nate, August e Isabel)
Pois bem, o filme não é assim tão diferente do livro, apenas alguma coisa ou outra, mas mesmo assim, a mensagem é passada e todo mundo sai chorando no cinema.

Isabel a super mãe e August (nosso querido Augie )
Para quem não sabe, Extraordinário conta a história de August Pullman (Jacob Tremblay), um garotinho que nasceu com uma deformação facial e que ao sair de casa, sempre usava um capacete, que ganhou da melhor amiga da irmã, Miranda (Danielle Rose Russell).

Auggie foi educado em casa pela sua mãe Isabel (Julia Roberts), mas conversando com seu esposo Nate (Owen Wilson) decidiram, para o bem de Auggie, que ele deveria entrar em uma escola regular.


Auggie, Charlotte e Jack Will

E então que a história começa, pois não é nada fácil sair da zona de conforto e aceitar novos desafios.

O diretor da escola, senhor Buzanfa (Mandy Patinkin) tem a ideia de alguns alunos fossem apresentar a escola para Auggie, e os escolhidos foram Charlotte (Elle Mckinnon), Jack Will (Noah Jupp) e o insuportável Julian (Bryce Gheisar).

Olivia, Nate e Isabel levando Auggie para seu 1º dia de aula
Primeiro dia de aula não é nada fácil, não foi nem para Auggie nem para Olivia, ou Via (Izabela Vidovic), ela entra no que seria nosso ensino médio, em outra escola, e quando chega lá achando que irá encontrar sua amiga Miranda, ela vê que as coisas mudaram um pouquinho depois das férias de verão.Tem horas que todos nós ficamos cansados de sermos julgados, ou não nos encaixarmos em padrões estabelecidos pela sociedade, mas o mais lindo do filme é isso, que todos vão atrás daquilo que eles acham certo, e aprendem a lidar com todas adversidades que surgem, por mais difíceis que elas sejam.

A linda Summer
Summer (Millie Davis) vendo Auggie comer sozinho todos os dias, começa a lanchar junto a Auggie, e aí surge uma linda amizade. Jack Will cria coragem e também começa a ser mais amigo de Auggie depois que ele passa cola para Jack em uma prova, porque, apesar de ter estudado em casa a vida toda, Auggie teve uma ótima professora e não tem medo de demonstrar toda a sua esperteza na frente de todos.

Foto da turma (olha o senhor Browne lá atrás)
A história do filme é linda como a do livro, você para as vezes e pensa "caraca, tenho que ser mais gentil", lembrando das aulas do incrível senhor Browne (Daveed Diggs). Torce pelo Auggie não sofrer tanto, para que os outros o aceitem como ele é.Fica brava com a Via, mas depois entende de coração por tudo que ela passa.

Tem aquele momento lindo e delicado com sua avó (Sônia Braga) e outro com Daisy (a cachorrinha).

O importante é ir, assistir, ler o livro, presentear, levar os filhos, chorar sem medo e tentar sair uma pessoa melhor depois de tudo isso.As vezes é difícil (pelo menos pra mim), mas a gente tem que tentar ser gentil, porque a gente não sabe pelo quê o outro passa de verdade.




Serviço:

Título Brasil: Extraordinário

Título Original: Wonder
Duração: 1h53min
Ano: 2017
DireçãoStephen Chbosky
Elenco:Julia Roberts, Owen Wilson, Jacob Tremblay, Izabela Vidovic, Sônia Braga, Millie Davis, Noah Jupp, Bryce Gheisar, 
Elle Mckinnon, Daveed Diggs, Danielle Rose Russell, Mandy Patinkin...
Gênero: Drama
Nota: 5/5